9 de novembro de 2015

#

Quero estar


Já é noite e tudo que me vêm a mente são as suas mãos, o formato de cada dedo, cada unha, cada veia que salta sobre seu pulso, o tom da tua pele, e principalmente as sensações que me causam, o carinho que me toma quando elas pousam sobre meu rosto, a segurança que me passa quando nossos dedos se entrelaçam e os arrepios que me percorrem quando seus dedos deslizam sobre minha cintura, nem mesmo sei se você sabe os efeitos que me causa, e sinceramente prefiro que não saiba, conhecimento é uma arma poderosa e saberei eu como você irá se utilizar dela.
Se bem que você poderia me usar da forma que quisesse eu ainda seria tão tua quanto na primeira vez que trocamos olhares, aliás, preciso lhe falar: que olhar. De longe parecia que estava me julgando, parecia me repreender, me senti acuada, meu medo só aumentava, mas de perto, só parecia me analisar, parecia ler meus pensamentos, parecia que tudo que você falava tinha um pouco de mim, todos os seus pensamentos refletiam algo que eu já pensei ou vivi, tudo parecia tão eu que eu quase naum me sentia eu, ao mesmo tempo que via o quanto você sabia mais, mais sobre tudo, você sempre sabia mais e tudo que eu fazia era absorver todo aquele conhecimento com o máximo que podia, tentando capturar cada mínima informação passada, cada experiência sua me trazia uma nova visão do mundo, não é exagero e desacredito que você entenda, pois nem mesmo eu sou capaz de entender como tal coisa pôde me acontecer, é um mistério, um mistério adorável, coisa de outro mundo, de outras vidas talvez, pois é, me ache louca, mas em você encontro algo que nunca encontrei em ninguém, em você sinto que posso baixar meus escudos sem deixar de ser forte, sem deixar de ser eu, em você sinto mais, sinto que posso ser exatamente eu, sem julgamentos, sem repreensão, sem medo, sem dor, em você eu me encontro sem algum dia precisar me perder. Em você quero estar.

@cristcamilla