26 de junho de 2015

#

Crescer não, porfavor!


   Des que comecei a participar da pequena parcela de estudos que pertencia ao Ensino Médio de tempo Integral tantas coisas já mudaram, para melhor é claro, bem... outras nem tanto. Aprendi a ser mais independente, há! Logo eu, uma garota super apegada a mãe, que não desejava nem namorar, visto que esse relacionamento futuramente resultaria em uma cerimonia, em que ela obrigatoriamente usaria um enorme vestido branco. Branco. Vermelho não. Evitava as todos custo caminhos que a afastava de sua mãe e melhor amiga.

  Mas eis que ela havia esquecido de crescer, mesmo com as responsabilidades que j´´a tinha; mesmo com a consciência que o mundo a empurrava, mesmo vivendo o processo de " sabe tudo" e "tem muito o que aprender", mesmo querendo provar para o mundo sua capacidade de resolver problemas e se " virar sozinha", mesmo assim, ela corria para os braços da mãe quando ralava o joelho ou não conseguia dormir a noite; mesmo com o mundo dizendo sim ela rebatia que não. Não queria crescer, não queria perder seu espaço ao lado esquerdo da cama.

   Agora, na reta final, seis meses, SEIS meses para a tão sonhada faculdade, e agora.. É. E agora não sei mais o que pensar, o que fazer, o que sentir..

@cristcamilla