5 de maio de 2015

#

Lost City - Capítulo três.

Boa Estadia
- Como foram de viagem? - o homem me recebia com outros 2 garotos e uma menina,  todos incrivelmente sérios. 
- Bem...  - respondi baixo,  mas ele me olhou e deu um sorriso simpático. Depois apontou para o enorme portão a minha frente,  o caminho todo era cercado dos lados por canteiros de flores azuis.
 O caminho era um pouco longo,  mas era incrivelmente bonito, chegamos em uma espécie de vila de prédios,  todos metalicos,  com detalhes em vidro,  um cenário inteiro de azul,  verde e cinza,  até mesmo as poucas pessoas que eu via estavam vestidas de azul e cinza. 
- Sejam bem vindos! - uma voz incrivelmente doce disse seguida do barulho de saltos batendo no chão de pedra lisa - Esta é Atlântida,  a nova casa de vocês - a mulher de olhos azuis do convite disse nos olhando de cima a baixo e sorrindo polidamente - vocês - ela começou olhando cada um de nós nos olhos - são especiais,  muito especiais,  foram escolhidos por seus dotes especiais, seja lá qual for, é especial e necessário para nossa querida Atlântida, a partir de hoje vocês vão morar aqui, nesse primeiro mês irão morar aqui - ela apontou para dois prédios metalicos bem no começo da rua e depois sorriu para nós como se lendo as nossas dúvidas - durante o primeiro mês vocês serão testados, terão sessões de testes físicos, exames médicos e é claro algumas provas, alguma dúvida? - o menino atrás de mim levantou a mão com uma determinação um pouco assustadora - Sim? 
- Qual será o conteúdo destas provas?  E se não passarmos? 
- Tudo - ela respondeu com um sorriso do tipo "sempre as mesmas perguntas" - as provas avaliarão todo tipo de conhecimento que vocês tem, do mais básico ao mais avançado, não será necessário o estudo para as provas e...  Não tem como vocês não passarem, vocês já estão aqui. 
- Então por que as provas? 
- Que bom que perguntou - ela sorriu - vocês conhecem a OM? 
- Organização Mundial...  - disse um pouco envergonhada.
-  Você conhece o sistema de ordem que existe no departamento deles?  -ela perguntou me olhando nos olhos.  Eu tinha ouvido o pai da Luana falar sobre a OM ano passado. 
- Eles são divididos em setores...  cada um cuida de uma parte,  de acordo com suas habilidades e preparação  - falei me lembrando das palavras do Sr. Pumer. 
- Exatamente - ela sorriu um pouco espantada, mas sem perder o ar de "boas-vindas" - o mesmo acontece em Atlântida,  as diversas avaliações pelas quais vocês passaram vão dividir vocês em grupos de acordo com seus resultados - ela terminou sorrindo como um raio de sol - mas por hoje...  creio que queiram descansar não é mesmo? Phelipe irá mostrar os quartos,  por favor o acompanhem - ela curvou um pouco a cabeça com um movimento sutil - E novamente, sejam bem vindos a Atlântida.
                             
-Por que você veio no ultimo dia?  - falei tentando puxar assunto.  Dafine,  a garota que veio no mesmo aéreo que eu, era minha colega de quarto e apesar de termos uma breve conversa sobre o dia do convite a nossa relação ainda estava bem distante pra quem ia dormir no mesmo quarto. 
- Hum... - ela pensou,  provavelmente não queria me contar - eu fiquei com medo -ela admitiu um pouco depois - mas acho que não tinha nada a perder.  Foi bobeira,  um pensamento tonto e passageiro.  E você por que veio só hoje?
-Eu...  - ela me acharia louca?  - acho que também estava com medo - na verdade eu nem queria vir - mas meus amigos me convenceram...
- Você sabe por que foi escolhida?  - ela me olhou ansiosa,  parecia que estava segurando essa pergunta. 
- Não faço idéia - olhei pra ela e reparei que ela me olhava de cima a baixo,  me analisando,  fiz o mesmo,  ela usava roupas de estilo comum e boa qualidade,  o cabelo tinha um corte assimétrico de um lado um pouco mais curto que o outro, mas bem discreto e comportado e a cor parecia natural - e você?  Sabe pq veio? 
- Tenho boas notas - ela respondeu dando de ombros - deve ser a razão...  Me desculpe...  é que você parece ser mais... ah,  esqueça. Precisamos dormir,  boa noite.
- Boa noite.
As estrelas daqui piscam...

@cristcamilla