21 de dezembro de 2013

#

Um amor de verão


Já era tarde. Mas o parque ainda estava cheio de pessoas, acho que era porque esse seria o " adeus" daquele verão, ou algo assim.
- Amor vamos lá, por favor! - uma garota com um enorme urso de pelúcia apontava para a roda-gigante.
- É claro! - o garoto ao se lado sorriu e lá foram eles.
Quando dei por mim já estava entrando em uma daquelas cabines, você deveria estar do outro lado. Porque me importo tanto? Foi só um amor de verão, e também.. É totalmente impossível ficarmos juntos.. Coloquei minhas mãos no bolso do meu moletom. Fechei os olhos e respirei fundo.
- Me desculpe a demora
 Essa voz.. 
Olhei aonde a voz vinha. Sim. Era ELE, ele estava lá. Como eu odiava esse jeito dele.
- O que você quer?
- Eu prometi que vinha, e aqui estou eu
- Ah, já disse que te livrei dessa promessa idiota, não foi?
- Morgana. Para. - ele observava o por do sol que se ia diante de nós. Porque não conseguia tirar os olhos dele? Percebi que ele não fazia o minimo para esconder suas orelhas.
- Você realmente não se importa de que todos vejam você assim?
- Já te disse, nesse mundo- ele soltou um sorriso, enquanto fazia " aspas" com os dedos- nessa, " parte" desse mundo, ninguém liga para que raça você pertença.
- ...
Morgana, como você é idiota. Era tarde, as lágrimas já corriam pela minhas bochechas.
- Morgana. - ele estava muito perto. Perto de mais- Eu juro, eu voltarei para VOCÊ, não me importa quem é meu pai, ou o que ele quer, ou deixa de querer. Não importa quantos elfos, ou .. - ele fez uma pausa olhando em meus olhos. Abaixou o capuz que cobria minha cabeça- vampiros, ou qualquer outra criatura que eu tenha que enfrentar, eu irei. Por você. Só peço que confie em mim.
- Mas, a Anne..
- Não importa quem, ou o que - ele abriu uma sombrinha e colocou sobre nós- não me esqueci que você é sensível ao Sol. 
 Idiota. Idiota. Idiota. Idiota. Eu o abracei. Como se fosse a ultima vez, espera, talvez fosse.
- Eu juro, juradinho - ele retribuia o abraço , sempre com um sorriso no rosto.
- Eu te amo, Leoric.
- Eu também amo você, Morgana. - ele beijou minha testa e, despareceu. De novo. Mas agora eu tenho a esperança que ele volte. Algum dia.

@cristcamilla